terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Cirurgia nasal. Riscos, indicações e necessidades

A cirurgia nasal é uma das mais comuns no campo da otorrinolaringologia. É uma cirurgia que pode ser funcional- como problemas de respiração – ou estética, a mais comum das cirurgias nasais.  A cirurgia para reparação de problemas respiratórios é chamada de septoplastia, sendo a estética rinoplastia. Se realizada por ambos os motivos, é denominada Rinosseptoplastia.

Não é simplesmente ter a vontade de fazer a cirurgia e se encaminhar ao seu cirurgião de confiança. Existem fatos a serem considerados para quem quer se submeter ao procedimento. As expectativas do paciente junto ao resultado é algo que precisa ser discutido na consulta, afinal não dá para fazer qualquer nariz em qualquer pessoa. Cada caso é um caso diferente, e os resultados diferem de pessoa a pessoa.

Locais onde são feitas as intervenções cirúrgica nasal


Caso as expectativas sejam viáveis e a saúde não esteja comprometida (lembre-se que é uma cirurgia que requer cuidados como qualquer outra) a cirurgia poderá ser efetuada sem maiores complicações.  É uma das cirurgias mais delicadas pelo fato de ser aquela que mais chama a atenção pelos resultados, devido ao fato de se modificar o contorno facial do paciente.

Nessa hora, o melhor a ser feito é acordar um equilíbrio estético, para que não seja modificada por completa a face da pessoa. O resultado busca trazer esse equilíbrio juntamente com a função respiratória (no caso da cirurgia apenas da forma estética). Esse equilíbrio deve ser observado pelo cirurgião, a fim de preservar a naturalidade do rosto do paciente.

Para o pré-operatório, o paciente deve informar sempre que apresentar uma gripe, indisposição ou alguma outra complicação por ocasião da data da cirurgia. Não tomar medicamentos por uma semana antes da cirurgia, salvo os que o cirurgião recomendar.

Para o dia da operação, é necessário um jejum de oito horas, e a internação de, no mínimo, uma hora antes da cirurgia. É dada uma anestesia, que depende do caso ela será local ou geral. A cirurgia demora em média entre uma e duas horas.

O pós operatório, retiramos esse texto do site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica:

Geralmente é deixado um curativo com micropore e gesso que ajuda a manter a forma do nariz operado, portanto não deve ser retirado sem consulta com seu médico, o que deve acontecer por volta do sétimo dia pós-operatório. Devem também  ser observados todos os cuidados de higiene recomendados.
O inchaço costuma ser intenso nos primeiros 2 a 3 dias, e manchas vermelhas ou arroxeadas podem se instalar ao redor dos olhos persistindo por uma a duas semanas. Após este período a melhora do edema costuma acontecer até o primeiro mês, após o qual haverá ainda um inchaço residual e discreto que poderá persistir por alguns meses, sem impedir que o(a) paciente exerça as suas atividades sociais cotidianas. É comum discreta dificuldade respiratória nasal nos primeiros dias, mas que cessa prontamente com a redução do edema. Os esforços físicos devem ser evitados neste período inicial, bem como a exposição ao sol.
 Mais ou menos entre o sexto mês e um ano e meio da cirurgia o nariz atinge o seu resultado definitivo quanto à forma e redução do edema residual (inchaço). Todas as suas dúvidas precisam ser esclarecidas e ambos, você e seu médico irão analisar o resultado final. Pode ser que, em alguns casos, haja uma discreta assimetria então pode ser sugerido um retoque cirúrgico ou algum tipo de procedimento estético complementar. O importante é procurar o melhor resultado possível dentro das limitações das técnicas e do processo natural de cicatrização.

Você tem alguma experiência sobre cirurgia nasal? Já fez alguma ou conhece quem a fez? Teve algo diferente dessas informações dadas? Compartilhe conosco suas experiências. 

A atriz Jennifer Aniston. Antes e depois da cirurgia.
Reparem que o queixo também precisou ser modificado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário